Graça e Obras

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Série Revendo meus fundamentos – Tema da Semana – Graça e Obras

Quebra Gelo:Se Jesus já fez tudo que era necessário, então não precisamos fazer mais nada!

Comente em seu grupo: “Até onde essa expressão é verdadeira?”.

Introdução:

A graça não significa que estamos sem lei (obras), a graça não nos deixa na falta da lei, mas estamos debaixo de uma nova lei que é a lei do amor. Não estamos debaixo da lei de Moises, mas estamos debaixo da lei do Espirito e da vida em Cristo Jesus, a graça nos traz pra debaixo da lei do amor.

Muitos acham que não devem estar debaixo de nenhuma lei, acham que são livres em Jesus, que não precisam mais praticar os princípios, mas isso são distorções e heresias, toda promessa é seguida de um mandamento (princípio). A obediência traz consigo resultados.

 

1 Não somos salvos pelas obras, mas para as boas obras. A graça não promove a preguiça. Será que pela graça podemos ser crentes irresponsáveis?Ef 2.8-10 fala que minha salvação não vem de obras, não podemos forçar a entrada no céu; aqui não esta falando das obras de Jesus, mas das nossas. O versículo 10- fala que fomos criados para boas obras.

Paulo diz que para ser salvo, as obras não são importantes, mas uma vez que somos salvos, devemos ter o fruto da nossa salvação (veja o contexto).No caso das “Promessas” que muitos fazem, como por ex. subir escadas de joelhos, rezar varias horas por dia, etc; isso não trará bênçãos, isso não ajuda ninguém, porque isso é querer conquistar algo que não pode ser conquistado, porque Ele nos abençoa pela sua graça, a qualjá sabemos que não é merecida. Baseado nisso podemos afirmar:

  • A graça não torna as obras desnecessárias, a graça torna as boas obras possíveis!!!
  • A graça não torna obediência desnecessária, a graça torna a obediência possível, recebemospoder para obedecer.

Por ex. Deus não diz simplesmente não olhe aquelas fotos, mas diz: deixa eu te dar poder para não olhar e te levar a algo maior. Ele quer nos tirar dos caminhos de vícios para ajustar seu caminho em plenitude e santidade. Então nossa parte e crer e consequentemente obedecer.

  • A graça não torna a santidade desnecessária, mas a torna possível.
  • A graça não torna o arrependimento desnecessário, mas torna ele possível.
  • O Velho Testamento exigia a obediência, o Novo Testamento nos dá poder para obedecer.

(a pessoa responsável em facilitar a palavra, pode permitir que as pessoas compartilhem, e tirem suas duvidas).

 

2 A bíblia fala de arrependimento de obras mortas.Qualquer obra que alguém faça mesmo as exigidas pela Lei de Moisés, é morta no sentido de não ter poder algum de alterar seu status de “pecador” para “salvo”.

A salvação e o perdão, por exemplo, é nos dado, sem precisarmos conquistar.Mas um coração grato faz-nos ter atos de amor e de apreciação por aquele que nos deu.Em Tito 3.3 nos diz que: “nós outrora éramos”…. e vem a descrição da natureza

humana caída, nos v 4, – 8, Paulo esta dizendo pra Tito pregar outra e outra vez, para manter as boas obras, (Ele diz: Sejam solícitos em manter…)Obras não são a raiz da nossa salvação, mas são fruto da nossa salvação.

Arrependimento é uma preparação profética para algo melhor. Pecado nos afasta, o perdão nos aproxima. Hoje precisamos nos arrepender de tentar “conquistar” oque na verdade deveríamos somente crer e chamar a existência, se arrepender de não praticar as boas obras e se arrepender de fazer boas obras com a motivação errada.

3O que são boas obras? como praticar? Mt. 7.19 e Jo 15.2 .As boas obras são todo o cumprimento da vontade de Deus. Tudo aquilo que ele nos pede em sua palavra. Sejam preceitos que regulam a nossa conduta como indivíduos diante de Deus, em relação ao próximo ou à sociedade em geral.São provenientes de fé (em dependência divina), são para glória de Deus (motivação correta). As boas obras além de evidência da nossa salvação, também são obras de caráter pessoal (Fruto do espírito desenvolvido pelo relacionamento com Deus), e obras de caráter social Mt. 5:13-16, fazer a diferença aonde for e no meio em que vive.

 

Conclusão:Jesus nos ama e veio cumprir a Lei (do AT), e trazer um novo mandamento, A Lei do Amor, a qual teremos através do arrependimento, pois, Ele não quer nos condenar, mas quer nos conduzir ao arrependimento para que desfrutemos (pela graça, através da fé) de tudo o que conquistou na Obra da Cruz. Somos um produto da graça, mas somos obra em andamento, que precisa de arrependimento e obediência.Deus me ama como sou e por nos amar não nos deixa como estamos.Quer ser alcançado pela obra de Cristo? Quer ser praticante das boas obras? Pastora Jucileni Machado 04/09/2017

Abrir chat
1
Precisando de Ajuda ?
Olá
Precisando de Ajuda?